POR QUE O JEITO DE ENCARAR MUDANÇA IMPORTA NA CARREIRA

Mudar não é fácil, sabemos. Ao longo da vida, passamos por diversas transformações. Acumulamos mudanças, mesmo sentindo aquele frio na barriga toda vez que uma delas bate à nossa porta.

Se pararmos para pensar, estamos nos transformando desde que somos apenas uma célula a se dividir no útero de nossa mãe. E isso nunca para. Ao encarar a mudança dessa forma, acredito que seu processo se torna menos temeroso ou doloroso, afinal, faz parte do ciclo da vida.

Hoje, é exatamente sobre isso que quero falar com vocês: sobre não temer as mudanças. O mês de janeiro foi muito especial para mim, pois o Grupo Cia de Talentos, empresa que fundei, completou 30 anos. Mas não foi só isso. Também inauguramos um novo endereço de trabalho, que reflete as diversas transformações que o mercado de trabalho atravessa. Colocamos o pé em 2018 mudando e o verbo que melhor define essa mudança é o compartilhar.

Desde janeiro, estamos operando no WeWork, Complexo JK, maior coworking do mundo. Nesse novo espaço, ninguém tem mesa, estacionamento ou sala fixa. A maioria escolhe se precisa ou não ir para o escritório para realizar seu trabalho do dia. Se estiver no escritório, a regra, construída pelas equipes, é sentarem com pessoas de outras áreas e em salas diferentes. É possível usar as tradicionais mesas, os espaços com sofás ou ainda ambientes abertos com outras empresas que fazem parte do mesmo ecossistema, garantindo a colaboração total ou confidencialidade de acordo com a atividade em questão.

A nova proposta de espaço para acomodar o time de 150 colaboradores, no Brasil, é reflexo da nossa essência, que busca acompanhar e praticar as mudanças relevantes do mundo do trabalho. Você já percebeu que as relações organizacionais não são mais as mesmas? Entender isso e praticar essas mudanças é fundamental. Não devemos temê-las.

Saber se reinventar não é importante apenas para as empresas, mas também para os profissionais que estão no mercado de trabalho. É importante revisarmos práticas e conceitos a todo instante, aprimorar o que é bom e dá certo e desapegar daquilo que não faz mais sentido. Mas só consegue isso quem encara as mudanças de peito aberto.

Por aqui, inclusive, estamos fazendo isso desde o ano passado. Nossa mudança de espaço é apenas mais uma ação que concretiza uma série de transformações: de objetivo de negócio, de estrutura de trabalho e produtos e serviços, afinal, está no nosso DNA a constante renovação e inovação.

Quando decidimos fazer parte da transformação do universo do trabalho, vivenciar a flexibilidade, o compartilhamento, a experiência estamos mostrando ao mercado que não temos medo de revisar nossos valores, nem de praticar o desapego.

Honramos o passado, agradecemos o presente e saudamos o futuro sempre avaliando o que realmente ainda faz sentido para as pessoas e organizações.

Agora, eu te pergunto: na sua carreira, você acolhe as mudanças ou foge delas? Pense nisso!

Fonte: Exame Carreira