A maternidade e o Mercado de Trabalho no Brasil

Segundo o IBGE, hoje no Brasil são 40,8 milhões de mulheres que trabalham no mercado formal, isso significa 43,8% dos trabalhadores. Dessas mulheres a maioria já são mães, ou seja as mães que trabalham são agora a regra e não a exceção. As mulheres estão entrando na força de trabalho não apenas pela satisfação na carreira, mas também porque elas e suas famílias precisam da renda.

Por que as mulheres trabalham

Em muitas famílias hoje, as mães continuam a trabalhar porque têm carreiras que passaram anos desenvolvendo. Algumas mulheres retornam ao trabalho logo após o parto, porque sabem que a maioria dos empregadores não é simpática às mães que trabalham fora. Se essas mulheres pararem de trabalhar, mesmo que por poucos meses, podem perder algumas das vantagens que ganharam ou correr o risco de perder certas oportunidades de carreira.

O mercado de trabalho brasileiro

Segundo recente pesquisa feita em 2018 com 10 mil mulheres brasileiras constatou que 56% delas enxergam dificuldade no sucesso profissional se tiverem filhos. E ainda 23% delas alteraram os planos de ter filhos por motivos profissionais (principalmente as que estavam na faixa entre 35 e 39 anos).

3 em cada 7 mulheres sente medo de perder seu emprego se engravidar e 22% delas não conseguem voltar ao mercado após a chegada dos filhos.

Fonte: Exame