Contabilidade Consultiva: aprenda a gerar valor para seu escritório

É sabido que muitos empresários não conseguem analisar e interpretar dados, não é? Por isso, de nada adianta entregar levantamentos contábeis bem feitos para seus clientes se eles não saberão o que fazer com as informações — e é aqui que entra a contabilidade consultiva.

Seus serviços, caro contador, podem ir além dos balancetes e contribuir para a estabilidade financeira das empresas que seu escritório atende. Você pode, por exemplo:

  • identificar empresas em situação de insolvência;
  • sugerir medidas para impedir que o negócio vá à falência;
  • analisar o que é preciso para garantir um fluxo de caixa positivo.

Nesse cenário, contadores consultivos geram valor, ao mesmo tempo, para o escritório e para as empresas atendidas, o que estimula o crescimento sustentável e agrega valor para ambas as partes.

Continue a leitura para saber um pouco mais sobre o assunto!

Antes de mais nada, entenda quais são as principais necessidades dos clientes

Segundo uma pesquisa realizada pelo Sebrae com mais de 6 mil Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP), intitulada de “Relação das MPE com os contadores”, cerca de 97% das empresas só utilizam serviços básicos relacionados às obrigações trabalhistas e tributárias e à confecção de documentos, como balancetes.

Já os serviços referentes à gestão — imprescindíveis quando se trata de planejamento estratégico — são os menos utilizados, como:

  • relatórios de desempenho e diagnósticos;
  • recomendações para melhorar o negócio;
  • apoio na gestão financeira;
  • apoio para acessar linhas de crédito;
  • elaboração de Plano de Negócios. 

Mas será que isso reflete as principais necessidades dos clientes?

Veja a reação dos empresários quando indagados sobre quais serviços poderiam ser ofertados pelos escritórios de contabilidade:

  • 84% respondeu “Planejamento tributário do negócio”;
  • 79% respondeu “Recomendações para melhorar o negócio”;
  • 77% respondeu “Relatórios de desempenho e diagnósticos”;
  • 73% respondeu “Apoio na gestão financeira”;
  • 67% respondeu “Elaboração de Plano de Negócios”.

Percebe como os serviços com mais demanda se alinham à contabilidade consultiva?

Agora, veja o que você pode fazer para aderir à contabilidade consultiva

A seguir, veremos o que você pode começar a fazer hoje mesmo para se tornar um contador consultivo. Confira!

Se atualize e digitalize seus processos

Estamos na era do Contador 2.0!

Além de necessária, a atualização é um diferencial. Então, o que fazer?

O primeiro passo é automatizar os processos de gestão do escritório por meio de um software contábil. Esse tipo de programa oferece o controle sobre as principais áreas do negócio, como a financeira, e agiliza tarefas.

Depois, é importante investir em estratégias de marketing digital, inclusive com a utilização de redes sociais. Isso não só ajuda a segmentar seu público-alvo, mas também atrai clientes para o escritório e os

 fideliza.

Por último, mas não menos importante, é fundamental aderir à Integração Contábil! Por meio dela, é possível integrar o sistema ERP de gestão dos seus clientes ao software contábil do escritório, facilitando o acesso dos contadores a todos os dados inseridos no sistema.

Conscientize seus clientes

De acordo com o mesmo estudo do Sebrae mencionado acima, 61% das empresas estariam dispostas a pagar “algo a mais” por serviços de consultoria. No entanto, é comum se deparar com empresários que não têm conhecimentos contábeis, não é?

Daí a importância de explicar soluções e termos técnicos de forma que se encaixem na realidade dos clientes a fim de conscientizá-los ainda mais sobre o valor que a contabilidade consultiva pode gerar.

Para isso, considere:

  • saber qual é o seu papel perante o mercado e às empresas atendidas;
  • trabalhar com métricas para mostrar aos clientes, ao longo do tempo, os resultados gerados;
  • escolher um nicho de atuação e se especializar;
  • entender que você é o principal educador de seu público-alvo.

Escolha um nicho de mercado

Escolher em qual segmento de mercado você vai atuar é essencial para obter destaque, especialmente se decidiu apostar em uma estratégia de marketing digital.

Diferente dos escritórios generalistas, que oferecem atendimento a todo tipo de público, a contabilidade de nicho foca em áreas específicas e permite que você e o seu escritório sejam reconhecidos como especialistas.

Há contadores, por exemplo, especializados em atender apenas e-commerces. Outros atendem somente startups ou prestadores de serviços — antes de reorganizar a sua carteira de clientes, estude o mercado para saber quais áreas têm mais demanda e elabore um Plano de Negócios. 

Enfim, vimos aqui como a contabilidade consultiva gera valor para o seu escritório e para os seus clientes e o que você pode fazer para ascender como profissional contábil.

Fonte: Contábeis